quinta-feira, 28 de março de 2013

Ilse Losa

Falando ainda do centenário do nascimento de Ilse Losa, apraz-me registar e divulgar, com a devida vénia, o seguinte trabalho de uma nossa colega, que nos mostra uma grande parte do trabalho da escritora. Para apreciar este trabalho tem apenas de clicar AQUI e deliciar-se com o que encontrar. Parabéns pelo excelente trabalho.

sexta-feira, 15 de março de 2013

Os meus anhinhos

Os anhos (cordeiros, carneirinhos) serviram de inspiração para um poema elaborado pelo João, ao qual, depois se adaptou uma música de forma a poder ser cantado. O poema é o seguinte:

Com a lã branquinha
E com quatro patas
Eles vão aos saltos
E andam a correr.

Têm lindos nomes,
Rosinha, Quico e Juca,
Pintinhas e Manchinhas 
E também a Purpurina.


No meu coração
Todos têm lugar.
Gosto muito deles,
Com eles vou cantar.

O Quico está no céu,
O Juca é um comilão.
A Rosinha ajuda a mana,
Tem um grande coração!

Vaidosa é a Purpurina,
A mana mais velha;
Muito desportivos 
Vêm o Pintinhas e o Manchinhas.
Poema de João Gomes Oliveira
3.º ano        
Centro Escolar Norte - Campos
Para ser cantado com a música de "O coelhinho de olhos vermelhos"

Parabéns ao João e aos seus anhos!

quinta-feira, 14 de março de 2013

Centenário do nascimento de Ilse Losa

Nasceu a 20 de março de 1913 na Alemanha esta escritora de origem judaica e naturalizada portuguesa. Em 1943, publicou o seu primeiro livro "O mundo em que vivi" e desde dessa altura, dedicou a sua vida à tradução e à literatura infantojuvenil, tendo sido galardoada em 1984 com o Grande Prémio Gulbenkian para o conjunto da sua obra dirigida às crianças. Em 1998 recebeu o Grande Prémio de Crónica, da APE (Associação Portuguesa de Escritores) devido à sua obra À Flor do Tempo. Colaborou em diversos jornais e revistas, alemães e portugueses, está representada em várias antologias de autores portugueses e colaborou na organização e traduziu antologias de obras portuguesas publicadas na Alemanha. Traduziu do alemão para português alguns dos mais consagrados autores. Segundo Óscar Lopes "os seus livros são uma só odisseia interior de uma demanda infindável da pátria, do lar, dos céus a que uma experiência vivida só responde com uma multiplicidade de mundos que tanto atraem como repelem e que todos entre si se repelem". 
Para comemorar esta data, está patente ao público escolar uma exposição que nos recorda um pouco da sua obra e vida. Eis algumas imagens da referida exposição:



segunda-feira, 4 de março de 2013

"O melhor conto"

Na "Semana da Leitura", que decorreu entre 18 e 22 de fevereiro, foi levado a efeito um concurso de escrita criativa em que a imaginação era convidada a "voar" por outras paragens, outros "mundos"...
Desafio feito, mentes a trabalhar e os resultados a nascer! O prazo de entrega foi rigorosamente cumprido (parabéns aos concorrentes) restou a reunião do júri para analisar os trabalhos e decidir quem seriam os vencedores. Tarefa difícil, tal era a qualidade dos contos. Mas, finalmente, chegou-se a um consenso e os vencedores lá foram encontrados. Os lugares de honra foram ocupados por:
  1. "Em busca da felicidade" - A estrela misteriosa (Catarina Ribeiro)
  2. "Sonho de amor" - The Angel (Liliana Lima Brito)
  3. "Tu e eu" - Cat (Beatriz Isabel Fernandes Ribeiro)
O conto foi este:
Myebook - Em busca da felicidade - click here to open my ebook


Parabéns à vencedora, aos lugares de honra e aos que não conseguiram destaque mas o mais importante era participar. Para o ano há mais e vão ver que conseguem!
Os prémios aos vencedores serão entregues durante o terceiro período!

sexta-feira, 1 de março de 2013

Contos digitais

Foram disponibilizados a toda a comunidade escolar os trinta e um contos digitais cedidos gratuitamente pelo "Diário de Notícias". Os títulos são:

  • A balada da vala dos velhos - JP Simões
  • Dama polaca voando em limusine preta - Lídia Jorge
  • Férias com um casal amigo - Ricardo Adolfo
  • A cerimónia - João Bonifácio
  • A mina do Deus morto - João Barreiros
  • Um velório alegre - Mário Zambujal
  • Jean-Charles, amor de calções - Onésimo Teotónio Almeida
  • A moeda - Gonçalo M. Tavares
  • A musa irrequieta - Pedro Paixão
  • A porrada - Mário de Carvalho
  • A queda de um anjo - Afonso Cruz
  • A terrível criatura sanguinária - Nuno Markl
  • Acho que posso ajudar - David Machado
  • Amo-te para sempre - Fernando Alvim
  • As saudades que eu tenho de Inácia - Manuel Jorge Marmelo
  • Cidade Líquida - João Tordo
  • Coisas que acarinho e me morrem entre os dedos - Dulce Maria Cardoso
  • Defensor do vínculo - Pedro Mexia
  • Monólogo do oriente - Patrícia Portela
  • A princesa do gelo - Manuel João Vieira
  • Mania - Luísa Costa Gomes
  • Ninfas e Adamastores - Raquel Ochoa
  • No muro - David Soares
  • O filho do pai Manel - Pedro Santo
  • O homem que existia demais - Possidónio Cachapa
  • O progresso da humanidade - Rui Cardoso Martins
  • Quartos de hotel - Inês Pedrosa
  • Um rio chamado Angústia - Eduardo Madeira
  • Um romance - Rui Zink
  • O fim da dívida - Nuno Costa Santos
  • Notas soltas da corda - Sérgio Godinho

Para ter acesso a eles, basta abrir a aplicação "Adobe Digital Editions 2.0" que se encontra no ambiente de trabalho dos computadores da Biblioteca Escolar, escolher e divertir-se com a leitura deles.
Boas Leituras!!!